High School Musical: A Série (1ª Temporada) | Crítica

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

High School Musical: The Musical: The Series foi lançada recentemente aqui no Brasil pelo Disney+ e com episódios semanais tentou honrar ao máximo a franquia de filmes de Troy Bolton. A série conta a história de um grupo de adolescentes que estudam na East High, escola na qual foi gravada os três filmes de High School Musical, e por este motivo uma nova professora de teatro decide lançar uma peça inspirada nos longas da Disney. Será que isso vai dar certo?

Bom, tendo apresentado a série para vocês, acho que chegou a hora de dar minha opinião oficial sobre a produção, afinal para quem me conhece sabe que eu sou um grande fã da franquia High School Musical e a chegada dessa série me deixou muito animado. Lembrando que caso você ainda não tenha assistido, lhe recomendo a voltar aqui depois, pois conterá spoilers. Antes de começar, convido-lhe a seguir nossa página no Instagram: @dropcultura.

High School Musical: A Série vale a pena?

A primeira temporada começa nos apresentado logo de cara o casal protagonista Ricky e Nini, interpretados por Joshua Bassett e Olivia Rodrigo, respectivamente (guardem esses nomes, pois são muito importantes para essa crítica). Na série Ricky e Nini acabaram de terminar um relacionamento e o motivo teria sido por Ricky não ter falado “Eu Te Amo” para Nini.

Uma das coisas que eu mais gostei na série foi que eles conseguiram trazer a essência dos personagens do filme, só que dentro de outros personagens e de um forma totalmente leve e diferente. Troy Bolton por exemplo na série tem sua personalidade dividida entre Ricky e EJ. Seu lado musical ficou com Ricky e seu lado de atleta da East High ficou com EJ. Bem interessante, não?

A série trabalha muito bem essa relação entre o Ricky e a Nini, deixando claro ao público que ambos ainda sentem algo um pelo outro, porém o sentimento de coração partido e o fato de Nini começar a série em um relacionamento novo acaba impedindo que os dois fiquem juntos, mesmo o Ricky tentando várias vezes. Na minha opinião a melhor coisa da série é sem dúvidas alguma o casal formado pelos protagonistas, afinal a química e os olhares que os dois personagens apresentam durante toda a série aparenta ser muito real.

Leia Também: Joshua Bassett e Olivia Rodrigo: Entenda a Treta!

High School Musical

Uma das coisas que eu também gostei na série foi fato da história não fazer parte do universo de High School Musical, como uma espécie de continuação. Muitas pessoas tinham medo de algo novo envolvendo a franquia pelo simples fato da nova história poder estragar de certo modo a trilogia de filmes, porém a série de High School Musical seguiu por um caminho diferente, buscando ser mais uma homenagem aos filmes de Zac Efron e Vanessa Hudges e tendo um  toque de produção original que a diferencia de toda a franquia.

Constituída por 10 episódios, a série original do Disney+ consegue trabalhar bem apenas seus dois protagonistas (Ricky e Nini) deixando muitas vezes outros personagens de lado. Na minha opinião o personagem EJ e a personagem Gina mereciam um desenvolvimento melhor dentro da trama. EJ começa sendo o novo namorado de Nini, mas após algumas decisões erradas acaba se tornando apenas um ex-namorado e infelizmente fica só nisso, afinal após seu término com a Nini ele nem se dá o trabalho de correr atrás da garota, então a rivalidade amorosa que tanto esperávamos desta série, praticamente não existe.

Leia Também: High School Musical: A Série | As melhores curiosidades!

High School Musical

Falando um pouco agora da Gina, interpretada na série por Sofia Wylie, acho que todos que viram o material promocional da série antes de seu lançamento esperava que a personagem seria uma espécie de Sharpay, sempre tentando tomar o lugar de Gabriela, no caso da série, o lugar de Nini na peça. Porém, o que acabou sendo entregue para o público na série foi uma personagem que tenta sim tomar o lugar de Nini, mas que após algumas tentativas falhas acaba desistindo do plano, mudando totalmente sua personalidade de uma garota chata para uma totalmente amável, chegando a ser amiga de Nini em muitos episódios. Com isso, concluímos que além da falta da rivalidade amorosa, também não temos uma vilã que possa tornar a trama um pouco mais interessante.

Entrando agora um pouco nas musicas, posso afirmar com clareza que a trilha sonora da série de High School Musical é simplesmente perfeita. A produção escolheu por trazer músicas da trilogia, para compor a peça de teatro, e também por trazer canções originais, que na minha opinião são as que mais se destacam dentro da série. Dentre elas estão: I Think I Kinda, You Know; Just For Moment; Out of The Old; Born to be Brave; All I Want e muito mais.

High School Musical

Voltando agora aos protagonistas, fica claro que a história da série e o decorrer dos episódios é todo baseado nos dois personagens, chegando a ofuscar para o público os problemas que a série apresenta, afinal o casal possui uma química muito boa e que realmente carrega a série nas costas sem nenhum problema. O grande questionamento que o público tem e espera ser resolvido no final da 1ª temporada é se Ricky e Nini irão voltar a namorar e essa pergunta é respondida de uma forma excepcional, dando ao telespectador um gostinho de quero mais, afinal não poderíamos ter um final melhor que esse, com Ricky finalmente tendo coragem de dizer “Eu Te Amo” para a garota de seus sonhos, Nini.

A série também acerta ao deixar um gancho perfeito para a segunda temporada, que inclusive já foi até confirmada pela Disney. Com a chegada do segundo ano, teremos a indecisão de Nini entre ficar na East High e continuar namorando Ricky ou entrar para a acedemia de teatro.

Veredito Final: A série de High School Musical honra a trilogia de filmes e trabalha muito bem a relação do casal principal, mas acaba deixando de lado alguns fatores que seriam muito importantes para trama.

Nota: 8/10

Mas e você, o que achou da 1ª temporada da série? Comente logo abaixo e não se esqueça de compartilhar 😀

Deixe um comentário!